A Federação Nacional da Educação (FNE) lança no próximo dia 10 de maio, segunda-feira, uma nova campanha intitulada “Por uma Educação de Qualidade“, e que consiste na colocação de faixas em centenas de escolas por todo o país, com diferentes mensagens alusivas a medidas que a FNE reclama para que seja concretizado um sistema educativo que obedeça a critérios de qualidade.

As faixas transmitem mensagens claras e diretas sobre temas que são considerados essenciais por Educadores e Professores Portugueses, relativamente às quais se reafirma à Sociedade que a FNE não desmobiliza, em nome da valorização e dignificação dos profissionais da Educação: 


PELA VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DO SETOR;

POR MAIS INVESTIMENTO;

PELO FIM DA PRECARIEDADE;

PELO REJUVENESCIMENTO DA PROFISSÃO
.

Esta campanha vai desenrolar-se por toda a Europa, nos sindicatos da educação filiados no Comité Sindical Europeu da Educação (CSEE).

As mensagens lançadas através desta iniciativa servem para reforçar o empenho da FNE e dos seus Sindicatos membros na promoção de políticas que deem respostas adequadas aos problemas que têm vindo a ser identificados, e para os quais tem apresentado propostas devidamente sustentadas ao Governo.

Esta campanha vai decorrer entre 10 de maio e 8 de junho e no seu decurso os dirigentes e ativistas dos Sindicatos que integram a FNE vão colocar estas faixas em centenas de escolas por todo o país.

A FNE sublinha através desta campanha que, apesar de ser claro que todos os Trabalhadores da Educação se revelaram essenciais e demonstraram uma dedicação e uma disponibilidade sem limites ao longo da evolução da pandemia no nosso País, não houve da parte do Governo nenhuma medida específica de reconhecimento e valorização, que respondesse a anseios legítimos há muito identificados e a carecerem de respostas.

Os Trabalhadores da Educação portugueses podem contar com a FNE e com os seus Sindicatos para garantir todos os esforços em tudo o que for necessário e útil para que se cumpram as expetativas de valorização profissionalcom mais investimentosem precariedade e de rejuvenescimento dos quadros.

Porto, 7 de maio de 2021

A Comissão Executiva da FNE